Convites Alternativos para Festas Diferentes

Sou muito visual! Acho lindíssimos os convites em papéis de boa qualidade, bem escritos e bem diagramados. Mas qualidade tem custo. Porém… criatividade tem valor.

Para um casamento que foi diferente em vários aspectos, um convite diferente teve tudo a ver! Como resultado: uma baita economia, cuja diferença pode ser aplicada em outras coisas legais para a festa… tipo muito espumante bom e gaúcho (ver post espumante). Então, após muita pesquisa a noiva resolveu personalizar o convite além de vááárias outras coisas na festa. Pensamos que ficaria legal! E ficou! Foram finais de semana deliciosos envolvidos na customização, com a parceria da sobrinha.

O papel escolhido foi o Reciclatto, por ter uma gramatura boa para imprimir e dobrar. A noiva bolou o texto e escolheu a arte, fez a diagramação, e mandou imprimir com alta qualidade em uma copiadora que também fez a “marca da dobra” nos lugares solicitados. O modelo permitiu que a impressão fosse feita apenas de um lado do papel, e que o convite não usasse envelope. Economia? Sim… e também senso ecológico!

Detalhe da “marca da dobra” feita pela copiadora

Os convites dentro do possível foram entregues em mãos… é tão gostoso, tão gentil, tão aconchegante. Para estes convites o envelope teriam provavelmente sido descartado após o convidado recebê-lo. Não ter envelope é um gesto sustentável!

Voltando um pouco… Além da dobradura “diferentosa”, os convites foram decorados com juta (herança da noiva amiga Lisiane Arieta, que também customizou vários detalhes de seu lindo mini-wedding) e fita grelot – aquelas com bolinhas penduradas (Aaahhh! Eu também não sabia que era este o nome dela!). Para fechá-los… algumas voltas e um laço com fios de juta, que também prendiam a tag impressa com o nome dos convidados. Fica maravilhoso endereçar os convites com uma linda caligrafia, mas este trabalho tão diferenciado tem custo!

Fita Grelot, Juta, Cola Quente, dobras…

O texto do convite foi pensado para ser informal, objetivo e envolver o filho, pois o casal tinha já um filho de 5 anos. Teve como foco a COMUNICAÇÃO! Foram destacados no texto as informações: local, data, horário e também um site com varias informações sobre a festa e sobre os noivos. Sobre este site contarei em outro post.

Os convites que foram enviados por correio, assim como os save the date (afinal foi um wedding destination, as pessoas precisavam de tempo para se programar), foram postados em envelopes de papel reciclado. Ah… e com o selo personalizado pelo correio que ficou MARA!!! (Ó… outra idéia de post). Os save the date forma embalados em envelopes de acetado com flores de lavanda, trazidas da França pelos noivos na lua de mel – que aconteceu 10 anos antes do casamento e 5 antes do filho! PS: estes estão meio feiosos, pois ficaram guardados por 5 anos!

E para arrematar… um toque de brilho. Siiiimmm… foi colado um pequeno cristal âmbar em cada item de papelaria: cartão, “save”, menu, tags…. Discreto e chic! Lindo!!!!

Gostastes? Vou adorar teu retorno!

Achou erro de português? Me avisa mais rápido ainda, please! Beijoka!

Espumante

Festa com Espumante do Início ao Fim: Amo!!!

Adoro Gin, mas festa tem que ter espumante e, de preferencia, do início ao fim. Ah! E, óbvio, bem gelado!

Para decidir qual espumante seria servido na festa do casamento os noivos e alguns fiéis amigos se empenharam em experimentar alguns espumates, cavas e champanhes. Os critérios foram sabor, perlage, refrescancia e… boa relação custo benefício.

Foram considerados chilenos (Casa Silva), Espanhois (Freixenet), dentre outros espumantes, até que a organizadora do casamento (boa idéia para um post) Adriane Hummes (@adriane_Hummes_eventos) apresentou a Vinícola Quinta Don Bonifácio (@quintadonbonifacio), uma vinícola de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul! Foi amor ao primeiro gole, os espumantes agradaram em cheio! Sem falar que a Don Bonifácio é uma vinícola gaúcha, e o casamento aconteceu no Rio Grande do Sul, ou seja, ser sustentável é consumir produtos produzidos na região. Amamos a pegada SUSTENTÁVEL!

Gostamos muito tanto do Brut e do Demi-Sec. O tipo serviço da festa, o cardápio, os convidados e a quantidade de doces que a noiva-formiga definiu (12 por pessoa) pedia os dois: Brut e Demi-Sec! Mas como o convidado saberia qual estava tomando ou já havia experimentado?

Para nosso encanto a Quinta Don Bonifácio nos apresentou a solução: eles produzem o espumante Brut Branco e Brut Rosé… e os dois são maravilhosos! Então, na festa, foi servido espumante Quinta Don Bonifácio Brut branco e o espumante Don Bonifácio Demi-Sec Rosé. Durante a toda a festa… iu-huu!

A Don Bonifácio ganhou vários prêmios com seus vinhos e espumantes, fazem eventos de harmonização, que acho muito legal para comemorar aniversários, bodas ou reunir amigos. Possui um lindo espaço para receber clientes para degustação de seus produtos e eventos, com apreciação de queijos e embutidos produzidos na região. Participam de projetos que organizam caminhadas em trilhas locais, que terminam com um happy hour na Quinta. Delícia! A gente queima as calorias antes, e depois está liberado para o happy hour!

A quarentena, é uma oportunidade para conhecer seus espumantes e seus vinhos eles entregam em outros estados. E talvez, conforme a quantidade, possam fazer um mix de seus produtos! Olha no site www.quintadonbonifacio.com.br .

Ah! E um detalhe muito legal… o “cara” por trás dos cortes e sabores da Don Bonifácio é uma ENÓLOGA! Ponto para a gurias!!!

Bolo Amigas da Noiva

By Lena Cake Designer

Lembrei de uma brincadeira que minha irmã mais nova fez em seu casamento… já há mais de 20 anos (nossa, como ELA é velha!), e acho que dá para fazer uma reedição legal da dinâmica!

Irmã mais nova e marido com seu bolo de noiva com as fitas.

Minha irmã encomendou para quem fez o bolo, que na base do bolo fossem colocadas fitas mimosas brancas que iam até o meio do bolo. O número de fitas foi definido pela minha irmã ( número de solteiras, ou jovens “casadas ou não”… não lembro o critério). Voltando… em apenas uma das fitas foi amarrado uma delicada aliança de ouro. A brincadeira consistia em todas puxarem ao mesmo tempo as fitas, e apenas uma sortuda recebeu a aliança. Bem divertido!

Esta brincadeira pode substituir o arremesso do buque, ou somar-se a ele. Dependendo da “pegada” da sua festa pode colocar em todas as fitas anéis de plásticos e em um uma “aliancinha” ou anel de ouro ou prata (se for ajustável melhor ainda!).

Procurando fotos na mídia, vi a brincadeira com sugestão de uso em chá de panela… deve ficar bem legal também e  também para levar na escola no São João, aí com todos os anéis em plásticos… olha que divertido!

Cada vez mais acredito na importância de fazer o momento de sua festa valer: convidar quem é importante na sua vida. Aceitar que alguns não poderão estar presentes. Valorizar a presença de quem foi a sua festa. Investir em ações que mexam com o coração, com o aconchego, com as lembranças, com as vivências entre noivos e convidados e propiciem que a sua festa seja aproveitada intensamente por todos.

Músicas da cerimônia de uma noiva cinéfila

Quantos filmes românticos já havíamos assistido, até meu marido e eu decidirmos casar?! Incontáveis. Sem falar em quantas vezes revi alguns (=todos)… sozinha, claro.

Segue a minha play list :

Na entrada das celebrantes (mãe e irmã), irmãos, noivo e pagens & damas, escolhi trechos de uma versão da música Mercedita, tocada por Renato Borghetti e Umberto Petrin… linda-linda… até hoje minha mãe chora ao ouvir. Escuta aí! https://open.spotify.com/track/1FD0FDF8211YkTCVEim4pI

Como a festa foi ao ar livre, às margens de um canal, cheguei de lancha, de surpresa para todos. Fizemos um Destination Wedding, e como música de chegada usei uma música que tocou muito na época da copa e que eu amo! É do The Wanted: Glad you came… disse tudo! Para relembrar… https://youtu.be/2ggzxInyzVE

Na entrada da noiva foi tocada um arranjo lindo de uma doce e excelente artista: Lorenza Pozza. Ela e seus músicos uniram a marcha nupcial com Isn’t she lovelly… tão lindo! Escuta só: https://youtu.be/PVoM27l4iQ8

Para a bênção a “clichê-mas-eu-amo” A Thousand Years, da Christina Perri. Adoro (tentar) cantá-la até hoje.

Para a hora do beijo e saída dos noivos e filho escolhi a música Kiss Me do Sixpence None The Richer, do filme Ela é Demais. Vídeo fofo no link: https://youtu.be/yFwkhn35Szk.

Para quando os noivos retornaram das fotos oficiais de família, foi escolhida a música de alto astral Ain’t no Mountain High Enough com Marvin Gaye & Tammi Terrell , https://g.co/kgs/WPo7nJ, do filme um pouco triste, mas com linda mensagem, Lado a Lado, com as top-tops Julia Roberts e Susan Sarandon.

Depois de todos jantados e fotografados, o casal faz um brinde, decreta oficilmente aberta a super-mesa de doces (até este momento só as kids se arriscavam). Para esta hora foi escolhida a musica que embalou o casamento da Juliette Binoche com o Steve Carell na cena final do filme Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada: Modern Nature, de Sondre Lerche. Adoro!!! Espia a cena: https://youtu.be/NcPYok_3nR4

Na hora da dança do casal lá estava novamente a Mercedita, mas agora em ritmo de chamamé, com o grupo gaúcho Os Serranos. Tinha um bom motivo: ao se conhecerem, o noivo levava a noiva no CTG e a noiva se encantou com isso, pois ela amava dançar! Para este momento os noivos prepararam seus melhores passos, fazendo figura 8 (quem sabe o que é?). Dançaram apenas um trechinho, e já abriram a pista, com auxilio de cartazes! O Pulo do gato foi que, durante as fotos já combinamos com os “pés de valsa” de plantão que entrassem na pista quando convocados… sem pensar 2 vezes!!! Deu certo!

A tal figura 8

Teve também o momento “dancinha”. A noiva e as amigas menos tímidas e mais animadas ensaiaram um Flash Mob com a música Não Quero Dinheiro do Tim Maia. Pura farra!

Na sequencia do Flash Mob já entrou a música Night Fever dos Bee Gees… quem lembra da dancinha rustle… todos fazendo passinho junto. Rolou! Era top na época dos noivos!

Pagens e Damas

Em uma cerimonia um pouco diferente, pois não havia padre, mas sim celebrantes, que eram mãe da Noiva e irmã do noivo, onde no lugar dos habituais padrinhos, entraram os irmãos e irmãs dos noivos e seus cônjuges… os pagens também funcionaram um pouco diferente.

Os sobrinhos menores e o filho do casal que naquele dia oficializava sua união, entraram com o noivo. O filho de mão com o pai e os sobrinhos na frente… lindos!

Quando a noiva chegou (já adianto que não foi de carro), as 4 crianças foram “buscar a noiva”. A idéia era ser descontraído, animado, e acreditamos que ficou.

Foi feita nova entrada das crianças e depois o filho trouxe a sua mãe… a noiva. Muito fofo!

1 Noiva e 8 Damas

Uma tradição que vemos em filmes e que começa a despontar também no Brasil: a noiva ter damas e dama de honra.

Uma noiva convidou 7 amigas para serem suas damas e sua irmã para ser sua dama de honra. E as presenteou com o corte de tecido para a confecção dos nossos vestidos, assim estariam iguais… as 7 damas de borgundy e a dama de honra de um lindo estampado floral com fundo branco e estampas incluído o borgundy.

Vestidos borgundy e floral para as damas.

No dia da festa, as 8 damas, chegaram mais cedo na Mansão Isla (@islacasadeeventos), à beira do Guaiba,  e se acomodaram. Sabiam que na suíte da noiva haveria um cabideiro para cada dama deixar seu vestido. Quando foram pendurar os vestidos, foram surpreendidas com um mimo da noiva: um robe para cada uma, com os nomes bordados, e um cartão com uma mensagem querida da noiva.

Em uma das suítes foram maquiadas e penteadas pelo Bob Paschoal (@bobpaschoaloficial)…  e na outra, com a make pronta e os cabelos preparados, e já vestidas com o robe, começou o “esquenta”: espumante, fotos, farra, espiadinha pela janela para ver os convidados que começavam a chegar… pura farra!

Para a entrada as damas receberam pequenos arranjos de mão, ficou muito elegante.

Se tu tens vontade de fazer algo assim… faz! Foi muito divertido!

Fotos by Mariana de Borba Fotografia(@marianadeborba)

Despedida de Solteira com Palestra sobre Sensualidade

Eu não ia fazer festa de despedida de Solteira, mas me convenceram e organizei uma de última hora… em 4 dias!

– Pensa rápido, Helena! O que eu posso fazer para deixar o encontro com as gurias mais interessante… para valer a pena terem saído de suas casas!

Lembrei que uma amiga, que tinha uma loja de Lingerie, uma vez convidou para uma Happy-Hour em sua loja, onde teve uma palestra sobre sensualidade. Consultei minha irmã, ela achou legal, liguei para aquela amiga, ela me deu o contato da palestrante: Lucinara Costa (@lucinaracostacoachsexual) – Palestrante, sexóloga, especialista em desejo). Ela podia naquela quarta-feira, me passou valores e 4 opções de palestras. Escolhi a palestra mais básica (tipo: nível 1) com tema legal, mais superficial, para não chocar ninguém e… voilá!

No domingo mesmo montei um grupo no Whats App, avisei para as gurias, pedindo desculpa de ser tão em cima… “…quarta-feira adoraria contar contigo para fazermos uma despedida de solteira, no salão de festas do meu prédio”.

Quando as amigas iam confirmando eu avisava para chegarem cedo (não falava que era para a palestra). Com isso, criei uma expectativa de que seria algo mais , hum, como escrever… hot!

Pus para gelar uns espumantes, águas, refris e fiz um chá gelado (era um escaldante fevereiro em Porto Alegre), preparei algumas comidinhas light e outras nem tanto. Algumas flores e só.

Quando as gurias começaram a chegar, e me perguntar qual era a surpresa? Se era verdade que teria stripper? Pensei: – Socorro! E agora?!  

Quando a palestrante chegou falei logo para ela: – 4! Muda para o nível 4!

A palestra foi ótima, as amigas entraram na brincadeira.  Óbvio que a noiva foi mais solicitada, mas foi muito bacana! Ela fez colocações ótimas e úteis para dar uma aquecida nos relacionamentos, ensinou técnicas, demonstrou alguns produtos, sorteou um kit, fez, muitas de nós falar um pouco…

Achei uma idéia bacana! Compartilho aqui!

A noiva recebeu 2 alianças: 1 do noivo… e a outra?

Sinal dos tempos, temos visto muitos casamentos de casais com filho. E estes não podem ficar fora do foco!

Este casal trocou alianças…de mão! Usaram a mesma do noivado, polidinha, gravando a data do casamento, e apenas trocando-as de mão.

A mãe e o filho combinaram, sem avisar ao noivo, nem às celebrantes e nem à cerimonialista, que também iriam trocar a aliança, que tem um menininho pendurado, de mão. Não avisaram nem aos fotógrafos… foi mal.

As 3 alianças: 1 do noivo e 2 da noiva

E assim aconteceu. Após acontecer o “podem trocar as alianças”, o filho tirou do bolso da sua camisa o anel  e pos na mão da mãe e sem que tivessem ensaiado, beijou a mãe, assim como o pai havia feito, mas na bochecha. Ficou muito, muito terno!

Como os fotógrafos não estavam avisados, pediram para repetir depois… e ele repetiu… mas desta vez com muitos beijos na mãe e no pai, na mãe e no pai…

Bioestimuladores de colágeno: os queridinhos da vez na dermatologia —

Ter uma pele com mais firmeza, textura e brilho é o desejo da maioria das mulheres. Nos últimos anos tem surgido uma série de produtos e tratamentos para reduzir ao máximo os efeitos do tempo. Assim, surgiram os bioestimuladores de colágeno, de caráter pouco invasivo, quase sem efeitos colaterais e com ótimos resultados. Como funcionam […]

Bioestimuladores de colágeno: os queridinhos da vez na dermatologia —

Iniciais Gigantes

ALÉM DE DECORAR O GRAMADO, AS INICIAIS DE CERCA DE 80CM DE ALTURA RENDERAM BOAS FOTOS.

Desenhadas pela noiva criativa, executadas em MDF pelo noivo habilidoso e pintadas com a ajuda da sobrinha “Jubs” estas letras funcionaram muito bem na festa.

Foi um casamento ao ar livre.

Durante a chegada dos convidados, as letras tinham a finalidade de decorar o espaço, contrastando com o verde do gramado e azul da água que refletia o céu.

Durante a cerimonia de benção dos noivos, lá estavam elas, servindo de fundo.

Mas foi durante a festa que elas atingiram seu propósito: movimentar os convidados, provocar fotos e momentos descontraídos.

Simples e com um efeito legal. Estas foram pintadas de vermelho. Queres mais glamour? Que tal pintar de prateado? Dourado? Glitter? Sua cor favorita?

A idéia se aplica para aniversários, festas de empresas…

Em porto Alegre, posso indicar quem corta, basta levar o molde em papel. Me solicita pelo e-mail armazenandoideia@gmail.com .

%d blogueiros gostam disto: